Veja a expedição ao vivo

    

Apoio:

 

                


::: Expedição SOL Amarok 2013

Local: Quixadá, CE
Data: 14 de outubro até 14 de Dezembro de 2013.

Depois da primeira edição da SOL Amarok Expedition em 2012, a equipe de pilotos da Sol Paragliders volta ao sertão em 2013 para a busca do tão sonhado recorde mundial em distância livre, com o objetivo de percorrer mais de 500 km em um voo de parapente no Brasil.

De 10 de outubro até 14 de dezembro de 2013 as Amaroks estarão rodando com os pilotos de parapente SOL Paragliders pelo nordeste brasileiro na busca dos recordes mundiais de voo livre com parapente. A expedição XC Nordeste promovida pela SOL Paragliders desde 2003, é responsável pela quebra dos mais importantes recordes mundiais de voo livre.

Neste ano 2 Amaroks estarão na expedição e como novidade mundial, uma delas a Amarok Canyon Concept estará rodando pela primeira vez no sertão nordestino.


::: Expedição SOL Amarok 2012

Local: Quixadá, CE
Data: 17 de outubro até 21 de novembro 2012.

O Nordeste brasileiro é considerado o melhor lugar do mundo para a quebra de recordes de distância em parapente e asa-delta. Quixadá, no estado do Ceará, recebe há mais de vinte anos pilotos de todos os cantos do planeta em busca dessas marcas, seja ela pessoal, regional ou mundial.

Em 2012, a Sol Paragliders organiza com o patrocínio da Volkswagen Amarok e apoio da Flymaster, mais uma expedição XC Nordeste em busca dos recordes mundiais. Durante trinta dias, em plena temporada de voos no sertão, os pilotos de parapente Marcelo Prieto, Donizete Lemos, Samuel Nascimento, Frank Brown, Hernan Pitocco e André Fleury estarão à procura de boas térmicas e ventos favoráveis para voar as maiores distâncias possíveis, cruzando divisas de estados e superando recordes.


::: XC Nordeste 2009

1 a 29 de novembro

De volta a Quixadá - 2009 teve novos objetivos e desafios: Os recordes femininos.

Desde a edição 2008 do XCnordeste as meninas do time SOL tem se preparado e treinado para estes objetivos:

Kamira Pereira, 14 anos de voo com parapente, mais de 2.000 km voados nos ultimos 2 anos e pentacampeã brasileira voando SOL Tracer.

Claudia Otilia Guimarães 19 anos de voo com asa e 3 anos de parapente, 5 vezes recordista mundial de duplo juntamente com André Fleury, vencedora do XC SOL 2008 e uma das praticantes mais experientes do mundo em voo de distancia tambem tendo voado mais de 2.000 km nos ultimos 2 anos.

Marcelo `Cecéu´ Prieto dispensa comentarios - alem dos milheres de kms voados é um dos atuais recordistas mundias de distancia livre, primeiro piloto a passar a barreira dos 400 km e ha 10 anos entre os melhores pilotos de competição.

Dioclecio Rosendo Lima Filho´Dió´ - recordista mundial de resgate, - detentor do conhecimento do nordeste do Brasil - pode ser chamado Doutor Sertão e lider nato do XC Nordeste que participa desde o inicio.


::: XCnordeste 2008:

Foi realizado entre 1 e 10 de novembro em Quixada trabalhando no filme Ciclos e treinamento do timefemenino para a temporada 2009

Voos realizados:
- Kamira - link dos voos
- Claudinha - link dos voos


::: Melhores Vôos em 2007:

14/11/2007
Recorde Mundial - 461,8Km
Marcelo "Ceceu", Rafael Saladini e Frank Brown - SOL Tracer 11
Relato do Vôo por Rafael
Tracklog - Marcelo Prieto
Tracklog - Rafael Saladini
Tracklog - Frank Brown

22/10/2007
Recorde Sul-Americano - 414Km
Marcelo "Ceceu" - SOL Tracer 11
Relato do Vôo - Tracklog

15/10/2007
Recorde Sul-Americano - 397,7Km
Rafael Saladini - SOL Tracer 11
Relato do Vôo - Tracklog


Expedição Nordeste 2006

Recorde Mundial de Distância Declarada (Duplo): 305km
André Fleury e Claudia Ribeiro – SOL Tracer Bi
Recorde Mundial de Distância Livre (Duplo): 314km
André Fleury e Claudia Ribeiro – SOL Tracer Bi

Expedição Nordeste 2005:

Recorde Mundial de Distância Declarada (Solo): 331km
Marcelo 'Cecéu' Prieto – Dynamic ARF-2
Recorde Mundial de Distância Declarada (Solo): 355km
André Fleury – Dynamic ARF-2
Recorde Sul-americano de Distância Livre (Solo): 371km
Marcelo 'Cecéu' Prieto – Dynamic ARF-2
Melhor Vôo do Mundo em Decolagem de Montanha (Solo): 371km
Marcelo 'Cecéu' Prieto – Dynamic ARF-2

Expedição Nordeste 2004:

Recorde Mundial de Distância Declarada (Solo): 305km
Marcio Pinto – SOL Dynamic AR
Recorde Sul-americano de Distância Livre (Solo): 348km
Marcelo 'Cecéu' Prieto – SOL Dynamic AR
Recorde Brasileiro Feminino de Distância Livre (Solo): 205km
Kamira Pereira – SOL Eclipse
Melhor Vôo do Mundo com um Parapente DHV 2 (Solo): 320km
Marcelo 'Cecéu' Prieto – SOL Synergy 2

Expedição Nordeste 2003:

Recorde Mundial de Distância Declarada (Duplo): 275km
André Fleury e Claudia Ribeiro – SOL Kangaroo 2
Recorde Mundial de Distância Declarada (Duplo): 284km
André Fleury e Claudia Ribeiro – SOL Kangaroo 2
Recorde Mundial de Distância Livre (Duplo): 299km
André Fleury e Claudia Ribeiro – SOL Kangaroo 2

XC Nordeste & Amarok Expedition 2013 - em busca da nova fronteira

Nos últimos séculos as grandes conquistas foram chegar ou atingir o que ainda estava por ser conquistado – o polo norte, o polo sul, as fontes do Nilo, o Everest , a primeira montanha acima de 8.000 metros,etc. – todas estas buscas foram intensas e tem em comum a persistência dos exploradores e a evolução dos recursos disponíveis até a sua conquista definitiva – assim foi a primeira conquista dos 400 km voados com parapente e assim é a atual busca dos 505 km – o mais importante recorde mundial de parapente. Com esta mesma persistência e determinação que o time SOL Paragliders conquistou e dominou a fronteira dos 400 km, busca agora a nova fronteira do voo livre com parapente.

Foram três meses de muitos voos, recordes, centenas, milhares de quilômetros voados e rodados pelas estradas do sertão. Imaginar que alguns anos atrás voar quatro centenas de quilômetros era um feito inatingível e o resgate, de tão duro e difícil, levava dias... Os equipamentos evoluíram, os pilotos evoluíram, voos de 400 kms nessa temporada tivemos novamente vários

Nossa equipe em terra a abordo das Amaroks arrancando pedras e poeira do chão. Jornadas de mais de 20 horas ao volante foram uma constante, mas todos são e salvos voltávamos pra mais um dia de voo. O sonhado voos dos 500 km esse ano não saiu. Tivemos recorde mundial feminino, declarado, de duplo passando por três pontos, recordes nacionais e continentais. Porem os 505 km, meta do recorde mundial absoluto de distancia, permanece como desafio! E não faltou esforço e dedicação.

Nos da Amarok Expedition estivemos focados, pilotos de todas as nacionalidades presentes em Quixadá estavam la pra tentar também, mas por capricho da natureza, ela da qual dependemos tanto nos nossos voos, ficamos por algumas vezes no "quase", seja pelo vento que nos empurra que diminuía ou mudava de direção, seja algumas vezes provocado pela chuva que começou a cair mais cedo esse ano no sertão. Insistimos em Quixadá, procuramos e testamos outros lugares no nordeste, outras rotas. Fomos ao Rio Grande do Norte, a Paraíba. Cortamos Pernambuco de leste a oeste com voos de reboque, o Piauí, nos embrenhamos no Maranhão.

Rodamos nos voos, resgates, reboques e procuras pelo sertão mais de 27mil km nas Amaroks, mas definitivamente esse não foi o ano dos 500 kms. Termina mais uma temporada de voos no nordeste, mas ficam vivas as lembranças de um lugar único, forte, um sonho pra todos nos da comunidade do voo, de um povo simples e humilde que tanto nos recebe bem. Fica a lembrança do sorriso no rosto daqueles que quebraram um recorde, seu recorde ou apenas fizeram um bom e seguro voo. Fica aqui meu agradecimento a todos os amigos que nos estenderam as mãos ao longo do caminho, as pessoas e empresas que acreditam na gente e nos apoiam, a todos meu muito obrigado! Que venha ano que vem pois já estamos com saudade.

Dioclécio Rosendo de Lima Filho

Image Dió, coordenador geral, tem 15 anos de experiência conduzindo pilotos pelo sertão Brasileiro e eventos de parapente e asa delta no Brasil. Diretor de operação das etapas do circuito mundial de parapente no Brasil e do campeonato Brasileiro de Parapente – Experiência como suporte brasileiro no Red Bull X-alps. Detentor do conhecimento do nordeste do Brasil - pode ser chamado Doutor Sertão e líder nato do XC Nordeste que participa desde o início.

14/12 - App Amarok Expedition

App disponível para quem deseja ver as principais imagens da expedição 2013

Aplicativo >>> app.vc/amarok_expedition?feature=email

Image

09/12 - Tudo pronto para as decolagens de reboque

Amarok na pista em Oricuri no sertão pernambucano, próximo a divisa do Piauí. Tudo pronto para as decolagens de reboque dos pilotos alemães de parapente que estão mapeando as novas rotas do voo pelo interior do nordeste brasileiro.

Image

Foto: Dióclécio

01/12 - Cruzando o sertão em busca do lugar perfeito.

Organizando os equipamentos e material para cruzar o sertão a partir do Recife para mapear os possíveis lugares para novas tentativas de recorde na próxima temporada.

Image

26/11 - A procura de novas rotas

Na temporada tivemos algumas marcas interessantes com pilotos atingindo recordes como de distância declarada, feminino e por 3 pontos - porém são todos voos que de alguma forma já foram realizados no passado pela equipe e pilotos da Amarok Expedition - a melhor marca do mundo de decolagem de montanha e maior distância voada no Brasil ainda continua com a equipe - são 7 voos de 467 km. O grande desafio continua sendo o recorde absoluto e a meta dos 505 km.

Os objetivos agora do fim da temporada são descobrir novas rotas e alternativas pois este recorde ainda é o grande desafio do parapente mundial. Estaremos cruzando todo o sertão a procura do lugar ideal.

Image

18/11 - Recorde mundial de duplo para Felix "Falko" Fischer

A novidade dos últimos dias ficou com o piloto de duplo Felix "Falko" Fischer que voando um protótipo SOL Paragliders Kangaroo 4 quebrou o recorde mundial de distância passando por 3 pontos.

Felix já foi o campeão mundial na categoria voo duplo do XContest temporada 2012/2013 já inicia a temporada 2013/2014 na liderança e com o seu primeiro recorde mundial.

Detalhes do voo: www.xcontest.org/world/

Image

SOL Parabeniza Felix por mais esta conquista.

13/11 - O sertão floresce

Bastou apenas uma boa chuva para a Jurema mostrar toda sua força, enchendo seu corpo não só de folhas como também de flores...

Teremos grandes voos ainda? Difícil de saber.

Image

11/11 - Cada dia mais verde

O clima voltou a ficar mais ameno e o sertão já começa a ficar mais verde a cada dia. A mudança do clima normalmente acontece em dezembro este ano já está ocorrendo e reduz as chances de novos recordes.

Depois de 10.000 km rodados a Amarok Canyon vai para revisão. Nenhum problema apresentado, em perfeito estado apesar das pedras, estradas ruis, poeira, muita poeira e até lama.

Image

Image

08/11 - Dioclécio na ativa.

Ontem, dia 7 de novembro, foi daqueles dias de sonho pra qualquer voador:

Decolagem tranquila, sem muito vento, o que não é normal em Quixadá. Dia que amanheceu azul mas que logo nas primeiras horas da manhã começou com boas formações de nuvens que perduraram durante todo dia.

Belos corredores de nuvem se formaram durante o dia. E o vento, que esteve fraco cedinho, se mostrou constante ao longo de todo dia, inclusive no Piauí, ajudando a empurrar quatro pilotos franceses e um alemão ao recorde nacional daqueles países e a piloto Nicole Fedele para o novo recorde Mundial Feminino.

Image

Acompanhei pelo chão durante todo o dia o voo dessa galera a bordo da Amarok Canyon.

Vi muitos pilotos pousarem, ficando pelo caminho. Foram mais de 1.000 km rodados só ontem, um dia cansativo pra mim, mas de muita alegria poder dividir com estes, os recordistas nacionais, mundiais e até os que quebraram seu recorde pessoal, a sua alegria.

As 2h da madrugada chegamos de volta ao hotel em Quixadá e as 8h da manhã já estamos de pé, pra enfrentar mais um dia de resgates a bordo da Amarok pelo sertão.

Tem sido um prazer conduzir essa viatura!!

Dió

Image

04/11 - Chuva no sertão, por ironia do destino agora as Amaroks enfrentam a lama

O início da expedição foi muito promissor - tudo indicava uma evolução das condições meteorológicas que não aconteceram - os últimos dias culminaram em chuvas.

Áreas de instabilidade se formaram no Maranhão e Piauí, ocasionando chuvas e fortes tormentas, dificultando os voos mais longos.

A noite passada foi de muita chuva em Quixadá. Segundo a Funceme ( www.funceme.br), órgão de meteorologia do Estado do Ceará, choveu mais de 50mm.

Continuo por aqui, com a Amarok Canyon cortando o sertão. Já foram mais de 6mil quilômetros rodados e muito mais vem pela frente até dezembro, fim da temporada, chegar.

Nesses dias enfrentei muita pedra e poeira atrás dos que voam por esse sonho. Mas, por ironia do destino, hoje é a lama o que tenho pra enfrentar.

Abraço,

Dió

Image

01/11 - Dias poucos promissores

Dias pouco promissores pela frente - voos até 300 - 340 km são possíveis, mas as perspectivas do grande recorde são poucas.

Image

31/10 - Expedição inspirando a Arte

Desenho Feito por Victor Campelo, Patu-RN. Um fã do voo livre e cliente SOL Paragliders.

Image

Image

30/10 - Vento muito forte

Decolamos hj com a faca nos dentes... vento muito forte, mas acabamos pousando cedo... mas amanhã...

Image

Image

30/10 - Antes das 6h da manhã pilotos na rampa

Apesar de as previsões não serem animadoras, o dia amanheceu mostrando o contrário e antes das 6h da manhã os pilotos da Amarok Expedition já estavam na rampa de Quixadá prontos para decolar.

Foi preciso esperar o vento diminuir um pouco de intensidade para que pudessem realizar as decolagens com segurança e antes das 7h30min todos já estavam na base da nuvem, iniciando a "tirada" para o voo de distância.

Uma das Amarok foi pela estrada principal direto para a cidade de Madalena, cerca de 70Km de voo de Quixadá, e a outra segue pelas estradas vicinais pelas comunidades de Custódio e Algodões, acompanhando a rota dos pilotos por terra. Se os ventos seguirem da forma que está por toda a rota, hoje promete ser um bom dia.

Image

28/10 - De volta a Quixadá

Condições difíceis para o voo no sertão! Depois de mais de mil kms. rodados na procura, de volta à área Quixadá!

Image

27/10 - Amarok Expedition pega estrada...

Com condições desfavoráveis em Quixadá e previsão de dois dias sem chances de recorde, a equipe de pilotos resolve pegar a estrada e testar novos picos de voo pelo sertão!

Image

26/10 - Dia de repor energias e checar equipamentos

Sábado sem voo para os pilotos da Amarok Expedition. Ainda à espera de condições perfeitas para o recorde mundial de distância com parapente, os pilotos da Amarok Expedition aproveitam o dia para repor energias, checar equipamentos e analisar previsões.

Image

25/10 - Testando uma nova rota

Nesta sexta, eles voaram 359 Km, testando uma rota diferente da tradicional. Depois de uma semana em Quixadá e com a previsão de condições semelhantes para os próximos dias, Marcelo Prieto, Samuel Nascimento, Hernan Pitocco, Donizete Lemos e Frank Brown decolaram por volta das 7h da manhã em Quixadá e pousaram no fim do dia já próximos ao Delta do Rio Paranaíba.

Image

25/10 - Episódio 01 está no ar

Vídeo Amarok Expedition 2013 - Episódio 01 está no ar

Image

24/10 - Dia de descanso

Dia de descanso após os voos de ontem, um voo de 9 a 10 horas exige muito do piloto, não é raro pousar com até 2,5 kg a menos de peso corporal, boa previsão para amanhã.

Image

23/10 - Os ventos não estavam a favor

As 6:50 da manhã os pilotos Frank, Samuel e Marcelo já estavam no ar - a previsão era boa, porém o comportamento dos ventos no Piauí não estavam bem claras.

Depoimento Dioclécio: Cancelamos a continuidade do voo após 345 km e 9 horas de voo por falta de possibilidade de atingir os 500 km. Os primeiros 200 km de voo a média estava boa e o vento favorável começou a diminuir. As 22 horas já estávamos de volta a Quixadá com toda equipe.

Amarok Canyon surpreendendo! Mudanças da de série incluindo pneus mais altos e de uso off road, maior altura do solo, etc. transformaram o que já era bom em ainda melhor e seguro para enfrentar as estradas de terra do sertão. Hoje rodamos mais de 800 km. Abs.

Dioclécio.

Vermelho - distância em linha reta do voo 345 km dia 23/10/2013
Lilás - rota da Amarok Canyon dia 23/10/2013

Image

Image

Image

22/10 - O dia parecia perfeito

Hoje as 7 horas da manhã estávamos no Ar - Eu, Samuel e Frank, o dia parecia perfeito porém no decorrer das primeiras horas a condição não evoluiu e decidimos pousar e organizar o dia de amanhã - Este ano nós temos apenas um único objetivo ...510 km.

Por Marcelo Prieto

Image

Curiosidades do sertão nordestino, alguém preocupado com os animais e motoristas providenciou a placa de advertência.

Image

21/10 - Sem previsão de bons ventos

A meteorologia não previa bons ventos para o Maranhão e Piauí - rota final do voo desejado - dia de chegada do Frank Brown que estará a postos amanhã com a equipe.

20/10 - O dia amanheceu com promessa de bom voo

Mais um dia que começou com uma promessa de bom voo, porém após os primeiros 60 km a média de velocidade reduziu a expectativa de recorde - mais uma vez decidiu-se pelo pouso e retorno - desta vez a equipe de resgate já estava aguardando no pouso.

Image

19/10 - As condições ainda não são as ideais

Os dias 18 e 19 ainda não se mostraram os ideais para a tentativa do recorde - após as primeiras horas de voo optou-se por pousar e voltar para a base - ficando de prontidão para o dia seguinte.

NA foto: Samuel já pousado as 10:45 da manhã depois de 94 km voados conta com a ajuda do Sertanejo Roberval Júnior. A maior parte dos voos e rotas são sobre o interior do nordeste - região árida com população prestativa.

Image

Imagens do sertão:

Image

Image

18/10 - Primeiro voo de ajustes

Voo para ajuste final dos equipamentos.

Pilotos Marcelo e Samuel.

Image

18/10 - Primeiro dia de preparação

Hoje, primeiro dia de preparação dos equipamentos e acertos finais para o início dos grandes voos. No final da tarde um voo de teste para ajuste de equipamentos

As duas Amaroks também já estão prontas para começar a expedição.

Image

17/10 - Depoimento Samuel Nascimento

Chegamos em Quixadá - Ceará para mais uma Expedição em busca do recorde Mundial... Foco, concentração, parceria e aplicação de toda a experiência e treinamento ao longo dos anos. Amarok nova e a espera da Amarok Canyon Concept, a grande novidade deste ano.

O medo, a ansiedade e a garra em busca do recorde predominam no momento. Aos poucos irei dividindo os momentos e enviando as imagens mais inóspitas do sertão para os amigos e amantes do voo livre.

Abraços a todos.

Samuel Nascimento
SOL Paragliders Team Pilot

Image

17/10 - Dioclésio em Fortaleza retirando a Amarok Canyon

Dioclécio Resende está em Fortaleza retirando a Amarok Canyon, enquanto isto, ás 13h Marcelo Prieto e Samuel Nascimento acabam de chegar em Quixadá - base da Amarok Expedition depois de rodarem 3.600 km cruzando o Brasil.

Image

16/10 - Na fronteira Paraíba/Ceará

Marcelo Prieto e Samuel Nascimento cruzando a fronteira Paraíba / Ceará - faltam 400 km - iremos descansar e seguimos amanhã.

Image

<< Start < Prev 1 2 Next > End >>


SOL Paragliders :: Rua Walter Marquardt, 1180 - Rio Molha - Caixa Postal 370
Cep 89259-700 - Jaraguá do Sul/SC - Brasil - FONE: 55 (47) 3275-7753 - FAX: 55 (47) 3370-7114